Foxconn vai trocar 10 mil funcionários por 'robôs' em 2018

Os ajustes estão previstos para acontecer na Innolux e vão depender de US$ 342 milhões em investimentos

Durante o ano de 2018, é esperado que a Foxconn seja responsável pelo corte de cerca de 10 mil postos de trabalho em suas fábricas na China. De acordo com relatórios fiscais, a companhia vai usar o seu braço de produção de displays Innolux para isso — saindo de 60 mil trabalhadores para 50 mil até o final deste ano. E um dos grandes responsáveis desse corte está no avanço da robótica.

A Foxconn afirma que vai investir US$ 342 milhões em equipamentos e processos para melhorar o uso da inteligência artificial e de robôs em suas fábricas. Ou seja: está transferindo os investimentos em pessoas para dar lugar a trabalhadores digitais na construção de equipamentos.

Leia mais...